Poussada Fazenda Almada

Nossa Fazenda

Através de meu trabalho como fotógrafo da natureza, cheguei pela primeira vez à fazenda Almada na primavera de 2012. Esta viagem mudaria minha vida para sempre. Não sucumbi apenas à beleza deste lugar mágico, mas encontrei também o amor da minha vida, Juliana, a proprietária da fazenda. Hoje a atividade de nossa pequena família consiste em conduzir o destino da fazenda Almada, e além da produção de cacau procurar com a pousada manter vivos a cultura centenária e o habitat natural.

A família de minha esposa Juliana fundou a fazenda em 1855. Naquela época, a população do imenso Brasil era muito menor e a natureza parecia interminável. O cultivo de cacau fez os fazendeiros prosperarem muito. Porém aí veio o grande colapso: Os preços do mercado mundial despencaram e a região foi acometida por um fungo devastador, que reduziu as colheitas de maneira extrema.

Muitos dos agricultores não conseguiram lidar com o declínio. Eles venderam suas fazendas, trocaram o cultivo de cacau por criação de gado ou até mesmo cometeram suicídio. A fazenda Almada não foi poupada destes problemas. Por muitos anos o nível de subsistência não estava assegurado.

Hoje em dia, sobretudo, a mudança climática, a falta de chuvas e tempestades severas ameaçam as colheitas. Mas a fazenda Almada tem boas perspectivas para o futuro. Queremos manter, com a produção de cacau de alta qualidade orgânica e plantios de árvores, a biodiversidade na fazenda e permitir aos nossos hóspedes uma estadia inesquecível.

Como visitante você contribui ativamente para a preservação deste lugar histórico e nos ajuda a sobreviver economicamente em anos com menor colheita de cacau.

Markus